Notícias

Todas as notícias

Gerar energia solar é um excelente negócio. Resolução 482/12 da ANEEL permite gerar energia solar em casa

14/03/2013 às 13:50

Imaginou receber a conta de luz e não ter de pagar nada pela energia utilizada durante o mês ou ter crédito com as companhias de energia elétrica? De acordo com as novas regras, além da regulamentação da produção de energia solar no país, há agora o sistema de compensação de créditos a favor do consumidor, o que viabiliza economicamente os sistemas de energia solar. A proposta é que toda energia gerada durante o dia pelo sistema de eletricidade solar será utilizada por todos os equipamentos na edificação, mas se houver excedente de energia, esta quantidade será exportada para a rede da distribuidora, que retornará a energia em forma de crédito na conta do consumidor. O consumidor poderá usar o crédito por 36 meses, inclusive em outras instalações do próprio consumidor, podendo ser utilizado inclusive quando não houver sol: durante a noite ou em dias de chuva, por exemplo. Como é comum a utilização de energia elétrica somente no período noturno (horário em que as pessoas costumam estar em casa), o sistema de compensação faz com que, no final do mês, toda a energia produzida seja descontada na conta de luz, resultando em uma economia que pode chegar a 100%. A conclusão é que energia solar, além de limpa por não consumir recursos naturais, é um bom negócio. “É uma excelente oportunidade. Com a Lei 12.783/13, sancionada em 11/01/13 e em vigor desde 24/01/13, a tarifa de energia passa a ter uma redução de pelo menos 18%, mas os consumidores residenciais não têm as mesmas oportunidades e planos de custos mais vantajosos como os médios e grandes consumidores de energia elétrica. Ao implantar um sistema fotovoltaico, a EAS do Brasil possibilita que o próprio cliente produza a sua própria energia elétrica e dá toda a garantia nos equipamentos pelos próximos 30 anos”, comenta Thiago Tokunaga, gerente comercial da EAS do Brasil.